Translate

terça-feira, 15 de março de 2016

Deus abençoe o Brasil


Constituição Federal
Art. 5º
IV – é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.
VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantia, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias.
Glória a Deus. O Brasil é um país livre, uma sociedade de direito democrático, uma bênção. A organização Portas Abertas (https://www.portasabertas.org.br/), periodicamente, divulga o mapa da classificação da perseguição religiosa, algo muito triste, mas nós podemos ajudar orando, ofertando ou participando de missões. Cristãos são perseguidos, perdem o emprego, são presos ou mortos, por seguirem a Cristo. Toda a terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar (Habacuque 2:14). Mas, é desagradável que o Lula e a Dilma, enquanto chefes de Estado, já apoiaram ditaduras e países que não respeitam a democracia e perseguem irmãos, sendo o Brasil, o maior país cristão do mundo (87% da população). Em 1990, o PT criou o Foro de São Paulo - uma conferência de partidos políticos de esquerda, que promovia a integração latino-americana - e em 2003, o Lula se tornou presidente da república. A alternância de poder é importante. Deus permitiu que a esquerda chegasse ao poder, e houve alguns avanços sociais, mas o populismo quebrou o Brasil. No período Lula, isso foi pouco perceptível, devido à valorização das commodities, que injetou bilhões de dólares na economia brasileira, pois somos campeões mundiais na exportação de commodities (açúcar, soja, café, milho e suco de laranja). Mas, com o crescente gasto público, a economia entrou em colapso. Enquanto Itamar Franco tinha 23 ministros, Dilma tinha 39; os cargos de confiança, os gastos com cartão de crédito corporativo, explodiram. Em 2013, a presidente tentou maquiar o problema e reduziu em 18% a conta de luz, alardeando em vídeo sua vantagem, mas fragilizou o setor elétrico, causando apagões - total irresponsabilidade. Em 2014, ano eleitoral, aumentou os programas sociais (ilegal), sem caixa para pagá-los (pedaladas fiscais), sangrou a Petrobras com contratos superfaturados e levantou R$ 350 milhões para a sua campanha (crime que o TSE está apurando). Em 2015, o governo autorizou um aumento médio na conta de luz de 80% - isso inviabilizou muitas empresas - aumentou os combustíveis, causou grave crise econômica, desemprego recorde e recessão. O governo não possui uma estratégia na política econômica, e insiste que a salvação está na CPMF. O líder do governo no senado, Delcídio Amaral, foi preso; o líder maior do PT, Lula, está sendo investigado; e a governabilidade da presidente está, totalmente, comprometida. Diante desta espiral decadente, não há expectativa de que o cenário econômico mude, antes de uma definição política. Então, o impeachment é a melhor alternativa, com novas eleições diretas. Que Deus abençoe a Dilma Rousseff e a toda a sua família, e lhe traga paz. Desejo o mesmo ao Lula, mesmo ele se auto-intitulando uma jararaca - isso não é bênção. Mas, espero que ambos saiam da vida pública, pois é hora de renovação. Deus abençoe o Brasil

(https://www.youtube.com/watch?v=kNmJxnsAGG0)

Assista a "Dilma anuncia redução maior na conta de luz e descarta qualquer possibilidade de racionamento" no YouTube

https://youtu.be/kNmJxnsAGG0

(http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/02/1737732-contra-calotes-distribuidoras-de-energia-dobram-cortes-de-luz.shtml?cmpid=newsfolha)


Nenhum comentário:

Postar um comentário